Índice

Para muitos sites, grande parte do tráfego vem dos mecanismos de busca, por isso, garantir que suas páginas tenham uma classificação alta para as palavras-chave escolhidas pode aumentar consideravelmente as visitas em seu site. Isso é particularmente importante se você veicula anúncios em seu site, uma vez que receber mais visitantes representa aumento na receita vinda daqueles que visualizam e clicam nesses anúncios.

A otimização de mecanismos de busca (SEO, ou Search Engine Optimization) é todo um setor em si, e muitos fatores podem afetar suas classificações de pesquisa, mas aqui consideramos o impacto potencial de exibir publicidade em seu site e o que você pode fazer para garantir que os anúncios não tenham um impacto negativo nas suas classificações de pesquisa.

Ter anúncios em seu site pode melhorar suas classificações de pesquisa?

Quando falamos de SEO, geralmente nos referimos à otimização do seu site para o Google, já que é de longe o mecanismo de busca mais popular no mundo. Algumas pessoas acreditam que exibir anúncios do Google, por exemplo, pelo AdSense ou AdManager, pode favorecer a classificação de um site nos resultados de pesquisa. Afinal, enviar mais tráfego para um site usando AdSense deveria fazer com o que os anúncios nesse site recebam mais visualizações e cliques, aumentando assim a receita tanto para o publisher como para o Google.

No entanto, essa teoria já foi explicitamente refutada pelo Google, que inclusive a aborda no seu canal de Ajuda do Google AdSense oficial. O Google afirma que o AdSense não afeta a classificação de um site nas SERPs (páginas de resultados do mecanismo de pesquisa), que acredita na liberdade de expressão e que seus “resultados de busca são imparciais por nossos relacionamentos com anunciantes e publishers pagantes”

Ter anúncios em seu site pode prejudicar suas classificações de pesquisa?

Por outro lado, muitos publishers se preocupam quanto aos potenciais efeitos negativos de exibir publicidade gráfica em seus sites. Afinal, os resultados de busca do Google levam cada vez mais em conta a experiência do usuário de uma página, e inserir anúncios nela pode ter suas desvantagens. Em particular, os Core Web Vitals (CWVs) são agora um fator-chave para determinar as classificações de pesquisa, e as três métricas podem ser negativamente afetadas por anúncios gráficos.

  • Largest Contentful Paint (LCP) mede o desempenho de carregamento – em outras palavras, a velocidade com que seu site aparece na tela. Ter que esperar o carregamento de muitos anúncios pode diminuir potencialmente esse desempenho e fazer com que os usuários saiam antes de a página ser totalmente carregada.
  • Cumulative Layout Shift (CLS) mede a estabilidade visual – essencialmente, a quantidade de movimento inesperado de seu site após o início do carregamento. Anúncios gráficos não posicionados corretamente às vezes podem causar uma mudança repentina no conteúdo da página, incomodando os visitantes e levando a cliques acidentais em anúncios.
  • First Input Delay (FID) considera a interatividade – ou quanto tempo leva para o site responder assim que o usuário interage com ele (por exemplo, clicando em um link). Novamente, isso pode demorar se o site ainda estiver carregando outros elementos, como os anúncios.

No entanto, para muitos publishers, os anúncios gráficos são uma importante fonte de receita, então provavelmente não é desejável removê-los. A boa notícia é que é possível manter seus anúncios gráficos e ainda fornecer uma boa experiência do usuário, se você for pelo caminho certo.

Como otimizar sua configuração de anúncios para uma melhor experiência do usuário?

Monitore seus Core Web Vitals

Como os Core Web Vitals (CWVs) são um fator nas classificações de pesquisa do Google, é importante garantir que seu site esteja em conformidade com eles. Você pode fazer uma verificação rápida de suas pontuações de CWVs atuais em desktop e dispositivos móveis aqui. Contudo, se você considera fazer alterações em suas configurações de anúncios, vale a pena configurar o monitoramento de usuários reais para poder ver imediatamente o impacto de todas as atualizações e identificar o que pode estar diminuindo suas pontuações.

Cuidado com excesso de anúncios

Obviamente, é tentador inserir o máximo de anúncios possível em seu site para aumentar sua receita potencial, mas ter anúncios em excesso pode levar a uma má experiência do usuário, uma velocidade de carregamento mais lenta e menor visibilidade. Juntos, esses fatores podem na verdade gerar menos receita do que com um número menor de posicionamentos de anúncios bem escolhidos.

Evite formatos de anúncios excessivamente incômodos

Uma pesquisa da Coalition for Better Ads mostrou que alguns tipos de anúncios em particular, como vídeos de reprodução automática ou múltiplos pop-ups, são especialmente irritantes para os usuários. Os publishers devem se certificar de cumprir os Better Ads Standards (melhores padrões de anúncios) da Coalition, bem como as políticas de posicionamento de anúncios do Google.

Reserve espaço para os anúncios carregarem

Os anúncios normalmente demoram mais para carregar do que outros conteúdos da página, como o texto de um artigo. Isso pode levar a uma mudança repentina na página quando eles terminam de carregar, o que não apenas é incômodo para os usuários como também pode reduzir sua pontuação CLS e levar a mais cliques acidentais (e, potencialmente, penalidades do Google). 

Você pode evitar isso aumentando a largura e a altura do local do anúncio, para que o navegador reserve espaço para a imagem até ela terminar de carregar. Lembre-se de que anúncios menores podem ser carregados dentro do espaço, então certifique-se de estilizá-los adequadamente – e use modelos de anúncios adaptáveis para garantir que você os está ajustando ao tamanho da tela e à velocidade de conexão de cada usuário.

Use carregamento lento

Você também não precisa carregar todos os anúncios ou imagens em uma página imediatamente. Com o carregamento lento, eles serão exibidos somente no momento em que o usuário rolar para baixo até a parte relevante da página. Isso vai reduzir o tempo de carregamento e melhorar sua pontuação LCP.

Otimização para dispositivos móveis

Embora para muitos publishers a maior parte do tráfego venha de dispositivos móveis, muitos sites ainda não estão configurados adequadamente para exibir anúncios da melhor forma em telas menores com conexões geralmente mais lentas. Muitas vezes pode ser útil usar um modelo móvel especialmente projetado, como o Clickio Prism, que usa código leve, modelos de anúncio adaptáveis e uma CDN global para garantir que seu site sempre carregue rapidamente.

Experimente diferentes formatos de anúncios

Encontrar o balanço certo entre a receita de anúncios e a experiência do usuário pode ser complicado, por isso, você pode experimentar diferentes posicionamentos e formatos. Por exemplo, os anúncios fixos ou a atualização automática de anúncios podem ajudar você a melhorar a receita de seu inventário de anúncios já existente, sem sobrecarregar seu site com mais posicionamentos de anúncios.

Claro, é importante testar o impacto de todas as alterações que você fizer e refinar sua abordagem ao longo do tempo. Se você precisa de ajuda com isso, entre em contato com a Clickio. Nossa plataforma avançada para publishers testa e ajusta constantemente múltiplas variáveis para maximizar a receita, enquanto um gerente de conta pessoal pode ajudar na seleção dos formatos de anúncio mais apropriados para seu site.

Você pode se cadastrar gratuitamente na plataforma Clickio aqui – ou entrar em contato para saber mais.